*

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Massagem Tântrica Masculina

                                                                             

A MASSAGEM TÂNTRICA 

Massagem Tântrica é um tipo de terapia que combina deslizamentos e toques sutis, auxiliando a liberação de energias bloqueadas. Com delicadeza, estas energias são integradas e direcionadas para os meridianos e chakras; harmonizando todo o campo energético e proporcionando um estado de relaxamento profundo. A massagem tântrica aprimora a percepção de nós mesmos, ajudando a dissolver padrões emocionais e mentais limitantes como traumas, medos, angústia, memórias negativas do passado, raiva, ansiedade e culpa, busca despertar a sensualidade no corpo e o relaxamento na mente, eleva as sensações de prazer nos conduzindo a uma vida mais plena e feliz. Auxilia o tratamento de auto-estima baixa, libido, frigidez, vaginismo, ejaculação precoce e impotência sexual.


TRANTA PARA HOMENS 


Tantra está muito além de apenas despertar a energia sexual através de posições, respiração, toques ou movimento. Lembrando que quando falamos energia sexual estamos falando de energia vital. Se toda energia é sexual, é vital, e sexual não está apenas no sentido de sexo, ou de sexismo, mas de geração, de criatividade, de expansão. O Tantra está baseado no culto de Shiva e Shakti, sendo que Shiva representa a energia masculina, responsável pela criação e pela expansão. Shakti seria a energia feminina, a que gera, a energia que contém e dá forma ao que a energia de Shiva cria. Dentro desse aspecto, o Tantra é matriarcal, no sentido de trazer a união dos dois princípios e a integração do humano e do divino através do sentir, do amor. É importante lembrar também que, quando falamos em Shiva-Shakti, não estamos falando de genitalidade e nem de orientação sexual, e nem de papéis sexuais masculinos ou femininos, mas de energias. Voltando: o Tantra está centrado no desenvolvimento e despertar da Kundalini, a "serpente" de energia ígnea, de natureza biológica e manifestação sexual, situada na base da espinha que ascende através dos chackras até se obter a união entre Shiva e Shakti, também conhecida como samadhi, o prazer, o êxtase espiritual. É quando essa energia desperta da raiz da coluna e ascende aos chackras superiores, trazendo inúmeros benefícios ao corpo, ao coração, à mente e ao espírito.  

Meu objetivo é que o praticante (ou cliente) possa manejar sua energia sexual de forma consciente, para que possa realizar uma alquimia interna e alcançar uma iluminação consciente de todos os níveis do ser. A energia sexual é a mais forte que temos em nós, cujo direcionamento desvenda todos os aspectos da plenitude do nosso ser, e nos faz compreender melhor a nós mesmos. É um catalisador de compreensão humana. Por ser a mais poderosa e mais intensa energia, é a que oferece possibilidades de cura interna mais variadas, e mais eficazes, sobretudo pelo fato de que: a energia do corpo é inteligente, e o sistema emocional é auto-regulador. Muitos conflitos nem sempre podem ser compreendidos ou resolvidos através de processos racionais, e a manifestação saudável da energia sexual traz a resolução de paradigmas através de sinapses e de insights que vêm do âmago mais profundo do ser espiritual, desbloqueando e desprogramando conteúdos-gargalo.

Mas pergunta-se: porque o Tantra voltado para HOMENS? Antes de mais nada, é importante frisar e esclarecer que: o espírito humano não tem sexo, e a energia sexual, como já foi dito, independe de gênero (homem/mulher), independe de orientação sexual, de papéis sexuais e de práticas sexuais. A energia sexual está acima dessas divisões e desses conceitos, pois é inerente do ser humano, e todo ser tem essa energia e a utiliza para viver, esteja consciente desse processo ou não. O que varia são as FORMAS DE MANIFESTAÇÃO dessa energia de acordo com a especificidade de cada ser.

As necessidades do homem (homem = macho) independem da sua orientação, pois tanto gays, quanto héteros ou bissexuais têm necessidade de afeto, de toque, de sensação, e a filosofia tântrica oferece bastante isso, despertando o prazer através da descoberta/ redescoberta/ resgate de sensações corporais, por outras abordagens que não apenas aquelas em que fomos educados e em que acabamos condicionando padrões que nos limitam. Aliás, o Tantra traz uma nova idéia: a de se trabalhar a sexualidade como ela é, aceitando-a, e vivenciando-a de forma saudável. O Tantra traz uma outra perspectiva: não apenas o sexo pelo sexo, mas a excelência e a qualidade nas relações, sejam de amor, de sexo, de amizade ou quaisquer.

Como já disse anteriormente, a filosofia tântrica é uma ótima ferramenta para se conquistar a plenitude de todos os aspectos do ser, através do auto-conhecimento, da aceitação e da percepção do sagrado presente no nosso interior. Ou seja: é muito indicada para quem quer realmente se conhecer mais, conhecer o outro e reconhecer novas perspectivas e novos contatos com o mundo ao redor. 

TANTRA

Tantra é uma filosofia surgida há mais de 2.500 a.C., na região do vale do Rio Indo, onde hoje é o noroeste da Índia e o Paquistão, na civilização dos drávidas, que eram um povo bastante avançado para seu tempo, conforme comprovaram escavações e pesquisas posteriores. Os drávidas foram dominados pelos árias, que instituíram o Hinduísmo, o sistema de castas e a cultura baseada nos Vedas, os livros sagrados. Muito da cultura dos drávidas acabou sendo assimilado nos séculos seguintes, e incorporado à nova civilização, como o Ayurvèda e o Yoga, outras duas vertentes de conhecimento que estão diretamente interligadas ao Tantra. Em sânscrito, a palavra “Tantra” significa teia, ou tecido, no sentido de explicar que tudo na vida está interligado entre si como numa teia, ou trançado como os fios de um tecido, que formam uma unidade. Desse modo, o Tantra propõe, entre vários ensinamentos, o caminho da aceitação e da manifestação do amor incondicional como alavancas para a evolução do ser. Um dos sentidos da tradução da palavra é: aquilo que estende o entendimento. Ou o que prolonga a consciência...

Com o passar do tempo, o Tantra chegou até nós, ocidentais, e conquistou adeptos. Hoje em dia, quando se fala em Tantra, pensa-se em sexo, posições sexuais e formas de maximizar o prazer. Mas o Tantra não está diretamente ligado a sexo, e está muito além disso. O corpo não é visto como um obstáculo, ou como proibido, como pregam algumas correntes religiosas e de pensamento ortodoxo. É visto como sagrado, já que é uma máquina perfeita, na qual moramos e que utilizamos para vivenciar, experimentar, aprender e evoluir. Seguindo esse pensamento, o corpo deve ser explorado em todo o seu potencial sagrado, em todas as suas sensações e em todos as suas facetas energéticas, sendo que a sensorialidade e o sexo também são encarados como sagrados, desde que buscados com consciência, sem a banalização que se vê nos dias de hoje em nossa atualidade, que, mesmo tendo tantas facilidades continua fazendo com que nós constatemos que existe uma falta de amor, de toque, de carinho. O Tantra vem para suprir isso em vários níveis, pois está aberto a todos os seres humanos, já que respeita a individualidade de cada pessoa e o seu grau evolutivo e consciencial.

Para o Tantra, tudo é como é, e tudo está certo como está, pois tudo é divino e tudo tem a evolução como caminho natural, sendo que o aprendizado humano é um processo infinito e contínuo. O corpo é entendido como um espaço sagrado, e como um complexo sistema que reflete em um micro-cosmo todo o macro-cosmo, dotado de consciência, e existem muitas formas de se trabalhar a energia vital visando um bem-estar e uma expansão dos sentidos, primeiramente através da consciência corporal a partir da pele e do resgate das sensações a partir da mesma. Podemos trabalhar vários aspectos, como por exemplo a massagem, a meditação, os exercícios de sinergia entre pessoas, a consciência dos fluxos energéticos e sua atuação. Ou seja: Tantra é uma filosofia de vida, voltada principalmente ao auto-conhecimento. Traz uma melhora significativa na capacidade de se relacionar consigo mesmo e com as pessoas, pois com uma maior consciência, a pessoa fica mais segura e mais confiante em suas escolhas.

                                                                          

   Ritual Tântrico

Tantric MassageO processo envolve uma combinação de práticas variadas ligadas ao Tantra, como exercícios corporais e respiratórios feitos em dupla, pra facilitar a interação e a troca de energias entre eu e o cliente, com o objetivo de despertar nele sensações mais amplificadas e mais intensas. Também é usada a Sensitive Massage, as manobras de Massagem Lingham e P-Spot, técnicas de Consciência Corporal e Expressão, práticas de meditação e visualização criativa, além de exercícios de Afetividade e Biocontato, com abraços sutis e troca de toques, com o intuito de emanar a energia do cardíaco para todos os outros centros do corpo, além de favorecer o resgate de sensações boas através do afeto. Sempre adequando o processo às necessidades reais que o cliente traz em sua busca.

Durante a sessão, os conceitos da Filosofia Tântrica são transmitidos, explicados e vivenciados, pra que o trabalho flua de acordo com a harmonia necessária aos objetivos terapêuticos que temos em mente alcançar com o cliente, pra desbloquear padrões limitantes, quebrar paradigmas e ensinar o praticante a resgatar o prazer, a satisfação e a felicidade pessoal usando os potenciais do seu próprio corpo para alcançar a plenitude da energia vital. E levar isso pra sua vida pessoal cotidiana, curando e melhorando a qualidade de seus relacionamentos e de sua percepção do mundo e de si.

O Ritual Tântrico é um momento de entrega, respeito e confiança. É uma prática não-sexual, terapêutica, libertária, sensorial e expansora de consciência. Vale lembrar que, mesmo estando ambos nus e havendo interação e troca de toques, não se trata de relação sexual, e qualquer atitude que destoe da orientação recebida e do contexto acarreta a suspensão imediata da sessão.



Massagem Kundalini




Esse estilo de massagem traz inúmeros benefícios, tanto a quem recebe quanto a quem faz, pois trata-se de um processo meditativo, contemplativo e de entrega, que move energias através dos chackras e dos nádis, proporcionando sensações novas, e que elevam o nível do prazer para um estado terapêutico, que caminha para um desbloqueio das energias e conteúdos emocionais que impedem a experiência do prazer e da alegria de viver. Nela abrimos canais de energia e chackras associados com sensações de relaxamento profundo.  Com isso, é como se a mente destravasse e desbloqueasse certos conteúdos, abrindo o ser para a plenitude, através do hemisfério esquerdo, as sensações, o sutil. E isso traz uma espécie de renascimento para a pessoa. 

Numa sessão de Massagem Kundalini, trabalhamos basicamente três chaves: a respiração, o movimento e o som, e cabe a mim, enquanto profissional, conduzir o processo, auxiliando o cliente a descobrir as sensações e a expandir a energia, direcionando-a de forma saudável. Os toques são globais, no corpo todo, alternando pressões suaves e fortes, para liberar tensões musculares e para direcionar a energia, distribuindo-a para os centros energéticos através dos seus canais.

Vale lembrar que, apesar de estarmos trabalhando com energia sexual, o objetivo da massagem não é facilitar a prática do sexo em si. Não se trata de uma massagem erótica, ou com fins sexuais. Mas sim de uma experiência expansora, sensorial, capaz de abrir a percepção de quem recebe para níveis mais elevados de prazer, bem-estar e auto-conhecimento através do resgate da consciência corporal a partir da pele.

Indicações:

É indicada para tratar disfunções sexuais (ausência ou excesso de libido, impotência, ejaculação precoce, anorgasmia, traumas sexuais, complexos com relação ao corpo, etc.), baixa auto-estima, falta de vitalidade, apatia, desânimo, depressão e traumas psicológicos que impeçam a livre expressão do prazer e da satisfação. Também é indicada para relaxamento e para liberação de tensões acumuladas, pois, com a manipulação da energia através dos chackras, os mesmos são liberados, o que por si só já traz uma clareza à pessoa e uma qualidade de vida bem melhor. Ajuda a criar mais intimidade e cumplicidade com o próprio corpo, através da descoberta/redescoberta de sensações prazerosas produtivas. E nesse caso, quando fala-se prazer, não me refiro (apenas) a prazer sexual, mas a prazer em viver, em todos os níveis existenciais.

Traz uma melhora significativa na capacidade de se relacionar consigo mesmo e com as pessoas, pois com uma maior consciência, a pessoa fica mais segura e mais confiante em suas escolhas. Costumo dizer que a Massagem Tântrica está um tom acima, não é melhor e nem pior que outras modalidades, não é mais eficaz e nem menos eficaz que outras técnicas. Apenas está num nível diferente, num outro plano existencial, com objetivos bem definidos de acordo com quem busca esse poderoso conhecimento, cujos resultados são visíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.